Lea


Biografia

Lea Michele Sarfati nasceu em 29 de agosto de 1986 na cidade americana de Nova York e foi criada em ova York e em Tenafly, uma cidade do estado de Nova Jersey. Filha única de Edith Sarfati, uma enfermeira, e Jonas Marc Sarfati, dono de uma mercearia. Sua mãe é descendente de católicos italianos e o pai é descendente de judeus espanhóis. Estudou até completar o ensino médio e depois abriu mão da vaga na Tisch School Of Arts, da Universidade de Nova York, para apostar na carreira. Passou também uma parte de seu período escolar estudando em Toronto, no Canadá, durante o período em que esteve no musical "Ragtime", e recebia aulas em casa.

Vida Profissional

 Lea passou sua infância e adolescência participando de musicais da Broadway, começando nos anos noventa, quando tinha 8 anos, como parte do elenco original do musical Les Misérables, no qual interpretou a personagem Cosette, quando ainda na infância. Lea ainda apareceu em inúmeros outros musicais como "Ragtime" e "Fiddler on the Roof" e conquistou o papel principal de Wendla Bergman, personagem que intepretou durante dois anos, no musical vencedor do Tony Awards de 2007, Spring Awakening, pelo qual ela foi nomeada ao prêmio Drama Desk Award de Melhor Atriz em um Musical. Ela também interpretu o papel da judia Anne Frank, numa produção teatral regional sobre "O Diário de Anne Frank".

Antes de entrar em Glee, Lea ainda teve o papel de "Eponine" no star-studded produção de "Les Miserables" no Hollywood Bowl. Além disso, realizou concertos a solo para platéias lotadas no Feinstein no Loews Regency, em Nova Iorque, e no Cabaret Upright, em Los Angeles.

Na Televisão

Após sair de Spring Awakening, Lea Michele deixou Nova York e foi tentar a sorte em Los Angeles. Mas não foi fácil para ela entrar no seleto grupo de Hollywood. Fez alguns testes para programas de TV, inclusive os musicais da Disney, mas foi rejeitada em todos, porque, segundo Lea, diziam que a aparência dela "era muito étnica" e ela "não era bonita o suficiente" para a TV.

Em 2008, porém, Michele recebeu a chance de tentar entrar em uma nova série musical, chamada Glee, que seria produzida pela emissora Fox, como a personagem principal Rachel Berry, por que Ryan Murphy (o diretor da serie) havia visto ela em Spring Awakening e a convidado para fazer o teste. Lea, então, conseguiu o papel de Rachel, uma jovem muito talentosa, porém com problemas de popularidade, devido a sua personalidade forte e determinada a ser, custe o que custar, uma grande estrela da Broadway, que se candidata a participar do clube do coral de sua escola.

Foi interpretando a candidata Rachel Berry, que Lea conheceu a fama mundial, além de receber diversas indicações para alguns dos principais eventos que premiam atores, atrizes e séries, como o Globo de Ouro, o Emmy Awards e o SAG Awards, e também de músicas como o Grammy Awards. Esses eventos fizeram Lea Michele se destacar não apenas por sua atuação, e por sua voz, mas também no mundo da moda. Os vestidos usados no tapete vermelho renderam a Lea a entrada na lista das famosas mais bem vestidas de 2010.

Ainda na televisão, antes de entrar em Glee, Lea fez participação em Third Watch e Guiding Light.

Em janeiro de 2015, foi escalada como uma das protagonistas da série Scream Queen. A comédia/terror, foi criada pelos mesmos criadores de Glee.

No Cinema

 Lea fez sua estreia no cinema na continuação do filme Idas e Vindas do Amor, chamado New Year's Eve (no Brasil, Noite de Ano Novo), que estreou nos cinemas no final de 2011. Lea também emprestou sua voz para a animação Legends of Oz: Dorothy's Return, na qual tem o papel da protagonista Dorothy Gale. O filme estreou em 2014.

Em março de 2015, Lea Michele foi escalada junto a Kate Upton, para protagonizar a comédia dirigida por William Macy "The Layover".

Na Música

 Em 2014 Lea lançou seu primeiro CD solo, "Louder", tendo como faixas "Cannonball", "Louder", "Battlefield", "What is Love?", "On My Way", "Empty Handed", "Burn With You", "Thousand Needles", "Cue the Rain", "Don't Let Go" "If You Say So" e "You're Mine". "If You Say So" e "You're Mine" são as músicas que foram dedicadas ao Cory, seu namorado falecido em 13 de julho de 2013, vítima de uma combinação letal de álcool e heroína. A versão Deluxe do álbum ainda conta com duas faixas extras intituladas "The Bells" e "Gone Tonight". O álbum também teve uma versão lançada somente no Japão, onde foi acrescentada a música "To Find You".

Em março de 2015, Michele anunciou que já está trabalhando na gravação de seu segundo álbum.

Lea Michele se apresentou duas vezes durante o Tony Awards, uma vez com o elenco de "Spring Awakening", em 2007, e outra vez em 2010, quando cantou sozinha a música "Don't Rain On My Parade", de Barbra Streisand, após o sucesso que a mesma teve dentro da série Glee, cantada pela própria personagem de Lea, Rachel Berry. Na final do Superbowl de 2011, Lea foi uma das atrações do pré show, e cantou a música "America the Beautiful".

O sucesso não parou por aí, ela também foi escolhida pela revista americana Times Magazine como uma das "100 pessoas mais influentes do mundo" no ano de 2010. Pelo famoso site E! Online, ela ficou em 7.º lugar dentre as celebridades do ano. Além disso, a Billboard, que é uma revista conhecida como a "bíblia da música", criou um prêmio especialmente para Lea, o "Triple Threat Award", o qual reconhece as múltiplas habilidades de um artista (ou seja a atuação, o canto e a dança), sendo ela, portanto, a primeira pessoa a receber esse prêmio, durante o evento Womem In Music.

Também é conhecida por suas campanhas em favor dos animais. Ela é convictamente adepta do veganismo e, ao lado do PETA, um orgão de defesa dos animais, lançou, em 2011, uma campanha pelo fim do uso das carruagens puxadas por cavalos em Nova York, sua cidade natal. Segundo a campanha, o trânsito é um lugar perigoso para os cavalos, os quais ficam expostos à poluição, frio, calor, etc., sem obter muito tempo para descanso.

Por esse e outros trabalhos com o PETA, recebeu diversas homenagens, como no Variety’s Power of Women Luncheon. Foi escolhida, pela revista Glamour, uma das mulheres do ano de 2011. Foi uma das pessoas a prestar homenagens a Barbra Streisand, como parte das festividades do Grammy de 2011. Para completar, mais da metade das músicas do Top 100 de músicas mais vendidas do Glee, pelo iTunes, tem Michele como solista ou voz principal.

Também em 2012, conseguiu alguns contratos publicitários de destaque. Tornou-se a nova garota propaganda da famosa marca de comésticos L'Oréal Paris, assim como também a imagem da marca de roupas e acessórios Candie's.

Em 13 de julho de 2013, Vancouver, Canadá, Cory Monteith colega de elenco e namorado de Michele, foi encontrado morto no quarto de hotel em que estava hospedado. A atriz ficou devastada e permaneceu isolada por semanas. Porém, no dia 11 de agosto, fez sua primeira aparição pública no palco do Teen Choice Awards 2013, no qual recebeu o prêmio de Melhor atriz de série de comédia. Fez um discurso emocionado e dedicou seu prêmio para Cory: "Eu prometo que, com o amor de vocês, nós vamos passar por isso juntos", disse ela à plateia. "Ele era muito especial para mim e também para o mundo, e nós tivemos muita sorte de testemunhar o seu talento incrível, seu sorriso bonito e seu lindo, lindo coração. Então, se você o conhecia pessoalmente, ou apenas como o Finn Hudson (seu personagem), Cory se tornou uma parte de todos os nossos corações, e é aí que ele vai ficar para sempre".

Livros

Em 2014, lançou seu livro "Brunette Ambition" no dia 13 de maio. O livro ficou nos primeiros lugares no iTunes e estreou em terceiro lugar na lista de Best Sellers do New York Times. Nele, conta sobre o gerenciamento de sua vida e carreira e, dá inúmeras dicas de beleza e saúde.

No início de 2015, a atriz lançou seu segundo livro "YOU FIRST: Journal Your Way To Your Best Life" que dar dicas incluindo fitness, dieta, trabalho, escola e relações, ao mesmo tempo, apresentando uma série de “divertidas histórias pessoais” da estrela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário